“Mamãe é chata!”

“Mamãe é chata!” Devo ouvir essa frase, no mínimo, umas 52 vezes por dia. Minha resposta é a clássica resposta de mãe: “Sou chata mesmo”. Acontece que ontem eu fui parar para pensar sobre o ser/estar chata e a realidade é que: eu estou mais chata mesmo. Não é exatamente um desejo meu. É que... Continue Reading →

Quando a independência assusta ou melhor, quando ela não assusta?

A vida é recheada de grandes contradições mesmo e fica muito mais intenso quando os filhos chegam, né?! Passamos a primeira infância das crianças querendo que eles cresçam e, quando crescem, a gente sente saudades do tempo de antes. Exaustos de carregá-los no colo, não vemos a hora deles andarem para, quando começam a correr,... Continue Reading →

Quem vê minhas redes sociais - os meninos brincando na neve, os novos aprendizados na escolinha, o inglês começando a fluir como se fosse a primeira língua deles, as brincadeiras nos parquinhos, os carinhos entre irmãos - não imagina o perrengue que foi – e ainda é na verdade – a vida de mãe e... Continue Reading →

WordPress.com.

EM CIMA ↑