Quando a independência assusta ou melhor, quando ela não assusta?

A vida é recheada de grandes contradições mesmo e fica muito mais intenso quando os filhos chegam, né?! Passamos a primeira infância das crianças querendo que eles cresçam e, quando crescem, a gente sente saudades do tempo de antes. Exaustos de carregá-los no colo, não vemos a hora deles andarem para, quando começam a correr,... Continue Reading →

Quem vê minhas redes sociais - os meninos brincando na neve, os novos aprendizados na escolinha, o inglês começando a fluir como se fosse a primeira língua deles, as brincadeiras nos parquinhos, os carinhos entre irmãos - não imagina o perrengue que foi – e ainda é na verdade – a vida de mãe e... Continue Reading →

Tchau, Brasil. Olá, Canadá!

Mudamos! Mais ou menos em abril de 2017, eu e o Bernardo começamos a nos planejar sobre mudar de país. A vida em São Paulo já não era assim tão atrativa. Desde quando nossos filhos nasceram, a ideia de continuar morando na inóspita capital paulista nos incomodava e, morar em outra cidade do Brasil, pelo... Continue Reading →

Ser mãe é…

Ser mãe é muitas coisas. Cada pessoa vive a maternidade de um jeito, mas acredito que posso afirmar que: ser mãe é estar em constante julgamento. E eles começam cedo, antes mesmo de engravidar. Começam quando em algum momento um amigo ou familiar tem a convicção de que ainda não é o momento de você... Continue Reading →

Meu marido não ajuda. Ele faz!

Em 10 de janeiro de 2015 eu nascia como mãe e ali, logo ao meu lado, Bernardo Borges nascia como pai. E que pai! A decisão de ter filhos foi tomada totalmente em conjunto e logo o Bernardo se propôs a mudar de vida. Decidiu virar freelance, trabalhando de casa, para poder ter mais tempo... Continue Reading →

O medo de ser mãe de gêmeos

Na primeira noite dos meninos em casa, depois de 51 dias de hospital, eu chorei. Não chorei de felicidade. Não chorei de alívio. Não chorei de emoção. Eu chorei de medo! E esse medo se seguiu pelos dois meses seguintes, pelo menos é como eu me lembro. Não é exagero. Mesmo recebendo a ajuda em... Continue Reading →

Idênticos sim. Iguais? Nem tanto!

Pedro e Gabriel são gêmeos idênticos. Por definição eles carregam o mesmo código genético — ou seja, o mesmo DNA. No imaginário popular, é comum pensar que por eles serem idênticos devessem ter o mesmo comportamento e/ou o mesmo desenvolvimento motor e intelectual. É certo que uma das perguntas que mais me fazem (depois do... Continue Reading →

“Felicidade é só questão de ser”

Este post é uma homenagem a um dos dias mais importantes e emocionantes da minha vida: a alta da UTI Neonatal dos meninos, que hoje completou um ano. Domingo. 1º de março de 2015. 10h da manhã. “Essa noite você deve beber uma taça de vinho e relaxar bem, ok?”. Foi a orientação do dr.... Continue Reading →

WordPress.com.

EM CIMA ↑