Quem nos vê sorrindo…

Quem vê minhas redes sociais – os meninos brincando na neve, os novos aprendizados na escolinha, o inglês começando a fluir como se fosse a primeira língua deles, as brincadeiras nos parquinhos, os carinhos entre irmãos – não imagina o perrengue que foi – e ainda é na verdade – a vida de mãe e pai expatriado. Perder a rede de apoio que a gente … Continue a ler Quem nos vê sorrindo…

O medo de ser mãe de gêmeos

Na primeira noite dos meninos em casa, depois de 51 dias de hospital, eu chorei. Não chorei de felicidade. Não chorei de alívio. Não chorei de emoção. Eu chorei de medo! E esse medo se seguiu pelos dois meses seguintes, pelo menos é como eu me lembro. Não é exagero. Mesmo recebendo a ajuda em tempo integral da minha mãe e a parceria incondicional do … Continue a ler O medo de ser mãe de gêmeos